Wednesday, September 20, 2006

Texto 13
Quem quer manter a ordem?
Quem quer criar desordem?


O dia em Guarapari amanheceu nublado. Aquilo não era novidade para Roberta, que estava acostumada a ver o tempo fechar pelo estado do Espírito Santo sempre que havia show. Começa a preocupação: desde a noite de insônia, passando por roupas, máquina fotográfica e a ansiedade aumentando a cada segundo.
O local do show era desconhecido, sabia-se somente que seria em Linhares, norte do Espírito Santo, e cerca de duas horas e meia de viagem para enfrentar. Roberta, seu pai, e Hélia — uma amiga que também é fã dos Titãs — partiram de táxi às 17 horas rumo à diversão.
No caminho, muita chuva e muitas paradas para pedir informação. Mas eis que, depois de três horas de viagem, chegaram ao local exato e um pouco atrasados, diga-se de passagem. O lugar era enorme, havia uma arena para rodeios e para a sorte do trio o palco localizava-se na outra extremidade. Show de graça, palco baixo, iluminação adequada para fotografia, enfim, tudo perfeito. Pouco antes de o show começar Charles Gavin subiu ao palco para conferir sua “batera”, o que trouxe mais alegria aos fãs, que esperavam afoitos a apresentação da banda.
Início da apresentação. Abertura com a música Aluga-se, seguida por Domingo e outros sucessos. O show estava no auge, a galera empolgada, até que surgiu uma gangue e começou a estragar a festa. Estavam bêbados e totalmente fora de si. As brigas começaram e pessoas corriam para todos os lados. Os Titãs perceberam a situação e fizeram uma pequena pausa no show, com Branco Mello chamando a atenção do determinado grupo de “boyzinhos”. Tudo voltou ao normal, aparentemente. Durante Marvin as brigas começaram novamente e a situação foi se agravando, chegando ao ponto da banda tomar uma iniciativa mais severa. Sérgio Britto demonstrava sua insatisfação com o ocorrido e dizia: “Gente, vocês querem se matar? Vamos parar com isso!”, seguido por Paulo Miklos que reforçava dizendo “O show é aqui em cima, não é aí no meio não, vamos manter a calma”. Entre a preocupação e a diversão, Roberta conseguiu não só tirar muitas fotos do show como até fazer amizade com Marta, mais uma titânica, que morava no local. Infelizmente com o tempo, perdeu-se o contato.
No fim do show, Roberta estava com o coração na mão, já que seu pai ficou do lado de fora junto ao motorista do táxi esperando o show acabar e ele podia ouvir claramente tudo o que estava ocorrendo durante a apresentação dos Titãs. O que será que se passava na cabeça de um pai em um momento desses?
Saldo do show: por parte dos Titãs foi indefectível, mas infelizmente a partir desse dia Roberta obrigou-se a pensar duas vezes antes de ir a um show de graça em local desconhecido.

“Quem quer manter a ordem? Quem quer criar desordem?” – Desordem (Jesus Não Tem Dentes No País dos Banguelas – 1997)

0 Palavras:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home